Carta de Reflexão #2

Chegou a hora de dar uma desacelerada e repensar a estratégia do jogo. Chegou a hora da Carta de Reflexão. Este é um espaço para refletirmos juntas sobre as relações dos jogos com a gente.

A frase deste mês é…

Em um mês em que o medo é homenageado em sua mais bela forma monstrual, resolvi trazer um medo comum entre as pessoas que mergulham no mundo dos jogos de tabuleiro, que para muitas de nós pode representar um verdadeiro pesadelo: aquele tal do F.O.M.O. (ou fear of missing out). Em tradução livre, seria esse medo de perder algo ou de estar de fora.

No mundo dos board games, esse medo é muito pulsante. Fazendo travessuras na mente e ativando possíveis compulsões de querer estar sempre por dentro de tudo o que acontece no hobby. Em termos mais práticos, o F.O.M.O. acontece principalmente através de consumo desenfreado de informações e de compras compulsivas dos jogos, ocasionando com isso um acumulado de jogos dentro do armário completamente abandonados ou até outras consequências mais delicadas e que podem tirar toda a descontração, leveza e relaxamento que é ter um hobby.

Não tema mais!

Meu convite hoje é que você liberte esses fantasminhas que ficam sobrevoando à sua volta de querer estar por dentro de tudo, e de ter todos os jogos, e de saber todas as novas mecânicas, referências, novidades etc etc etc. 

Te convido a respirar fundo, relaxar, escolher um jogo que goste muito ou resgatar algum que não jogue faz tempo e saboreá-lo da melhor forma que sabe. Se não consegue por algum motivo, entre na nossa comunidade e procure conectar-se com pessoas que te ajudem a relaxar e curtir. Crie novos laços, novas conexões e mais presença. Permita-se deixar esse monstrinho ir embora.

Simplesmente não tem como jogarmos tudo o que tem e estarmos por dentro de todas as novidades – e está tudo bem. Digo isso com toda a certeza que cabe em mim. No começo da minha nova fase no mundo dos bgs, fui uma tabuleirista que queria saber de tudo. Via vídeos adoidada, queria comprar todos os jogos que gostava, perguntava pras amigas e amigos experientes detalhes sobre nomenclatura, sobre designers, sobre mecânicas. Eu queria estar por dentro de tudo. Eram minhas necessidades de pertencimento e conhecimento pulsando e me apavorando também.

Foi uma energia necessária enquanto durou. Me fez mergulhar ainda mais nesse universo que me complementa tanto. Só que aos poucos fui percebendo que o tempo também cuida e ensina, e que ele foi me trazendo mais calma e mais presença para curtir esse hobby.

Hoje, aceito que serei sempre uma aprendiz e desbravadora. E te garanto que é maravilhoso e libertador poder simplesmente parar e curtir esse nosso amor pelo hobby sem querer provar nada para ninguém e aceitando a imensidão que ele nos oferece.

Simplesmente se jogue!

_________________________________________________________________

Resposta da leitora

A partir desta edição, lançamos nas redes uma pergunta relacionada ao tema da Carta de Reflexão do mês. Para participar, basta responder à pergunta nos comentários ou nas caixas de pergunta dos stories. Selecionamos uma resposta para aparecer aqui na LigaNews!

Se liga na dica:

Clique aqui para visualizar o conteúdo completo da News

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s